6 dicas para escolher um fornecedor de soluções em backup de dados

Fazer backup de dados é muito importante para garantir disponibilidade e segurança das informações corporativas. Cada vez mais, as empresas estão utilizando serviços baseados em cloud computing para fazer isso. A grande questão é: em que fornecedor confiar quando se trata de backup em nuvem?

Ter total confiança no serviço de armazenamento dos dados também é uma premissa para que as empresas possam se sentir seguras ao fazer backups. Neste artigo, você verá dicas de quais requisitos devem ser avaliados antes de fechar negócio com um fornecedor de armazenamento e backup. Acompanhe!

— Leia também: Cloud Backup: 5 opções que não existem no seu backup convencional.

Detalhes que você deve avaliar na hora de escolher um fornecedor de soluções em backup de dados

A seguir, veja uma lista de detalhes que você deve considerar quando estiver avaliando um possível fornecedor de backup de dados:

Acordo de níveis de serviço (SLA)

Um ponto muito importante a ser avaliado é a forma com que o fornecedor oferece e trata o acordo de níveis de serviço (SLA), especialmente no que diz respeito à disponibilidade da solução de backup e também ao suporte.

O SLA é o compromisso firmado entre o fornecedor e a empresa cliente. Precisa ser desenhado de forma que atenda as necessidades da sua empresa e garanta a qualidade do serviço prestado pelo fornecedor de backup em nuvem, inclusive descrevendo penalizações em caso de descumprimento.

Níveis de armazenamento do backup

Como o fornecedor trata os níveis de backup? É muito importante, por exemplo, que a solução consiga criar cópias automáticas em unidades locais, removíveis (HD externo) e também remotas (Cloud), tudo automaticamente.

“Quem tem um, não tem nenhum” é um dilema antigo sobre backup, querendo dizer que a melhor prática é sempre a empresa ter mais de uma cópia do backup e de preferência em tipos de armazenamento diferentes.

— Leia também: Backup para Empresas – Práticas e Normas ABNT NBR ISO/IEC 27002

Localização dos dados remotos

No caso do backup em locais remotos (como em nuvem ou datacenter), há aspectos como legislação local, planos de contingência etc. que merecem atenção. E eles mudam conforme o local onde o centro de dados do fornecedor está localizado.

É importante que o fornecedor do backup te dê a possibilidade de alterar a localização do datacenter ou escolher o fornecedor de nuvem (como AWS e Microsoft) que você tem preferência em armazenar seus dados.

Recuperação de dados

Um ponto que poucas empresas dão atenção no momento de contratação de uma solução de backup, é a questão de COMO e EM QUANTO TEMPO você conseguirá recuperar seus dados no caso de um desastre.

Portanto, sugerimos que você tenha a resposta das seguintes perguntas (que devem ser feitas ao fornecedor, claro):

1 – Onde estão as cópias do meu backup?

2 – Em quanto tempo cada uma delas pode ser recuperada?

3 – Qual o procedimento ou documentação que descreve a forma de recuperação?

4 – Todos os desastres ou incidentes usam o mesmo procedimento?

5 – Quais os procedimentos e tempos de recuperação de cada um dos desastres ou incidentes de possíveis perda de dados (exemplo: quando queima um HD – tempo X, quando pega fogo no escritório – tempo Y)?

6 – O serviço de teste de recuperação de dados já está incluso na solução? Qual a periodicidade?

— Leia também: A importância dos testes de recuperação de backup

Automação

O processo de backup, suporte e atualizações é automatizado? Um bom fornecedor de backup em nuvem oferece todo o serviço da forma mais automatizada possível, evitando assim erros humanos.

— Leia também: Como a cloud computing pode melhorar a segurança de dados na sua empresa?

Atender a norma técnica ABNT NBR ISO/IEC 27002:

Sua empresa deve avaliar rigorosamente se a solução de backup atende os requisitos da norma técnica ABNT NBR ISO/IEC 27002, que regulamenta o a segurança de dados, inclusive backup, no Brasil. Seguem alguns itens da mesma:

  • Registro e documentação;
  • Localidade remota documentada;
  • Período de Retenção (mínimo 15dd);
  • Criptografia e Confidencialidade;
  • Extensão e frequência;
  • Processos documentados;
  • Testes de restauração;
  • Continuidade dos negócios;
  • Recuperação de desastres (planos de contingência);
  • Proteção física e ambiental.

Por fim, é preciso saber que um dos grandes erros na hora de escolher um fornecedor de backup de dados é se ater apenas aos detalhes técnicos. A equipe de TI da empresa deve também olhar a reputação deste fornecedor no mercado e conhecer seus processos de trabalho.

Você está buscando um fornecedor de soluções de backup de dados? Fale com a Eco IT em www.ecoit.com.br


Compartilhe com um amigo!