A importância de ter monitoramento de segurança de dados

Muitas empresas, quando pensam em monitoramento e segurança, associam essas palavras com câmeras, vigias armados e proteção do patrimônio físico da empresa. O que muitos se esquecem é que, atualmente, as empresas produzem algo valoroso e que, em muitos casos, não recebe a devida atenção da segurança: as informações e dados armazenados nos computadores e data centers. Grandes corporações como a japonesa Sony e a conceituada Apple já sofreram ataques cibernéticos que geraram enormes custos e muita dor de cabeça para os executivos e porta-vozes.

Neste post iremos abordar a importância de ter monitoramento de segurança de dados e por que elevar os cuidados nessa era digital.

A segurança como obrigação da empresa

Em primeiro lugar, vamos abordar algo que as empresas muitas vezes não pensam como uma obrigação: a segurança das informações de seus clientes. Nenhum consumidor fecha um negócio e fornece dados cadastrais e financeiros para uma empresa que não garanta a confidencialidade de suas informações.

A empresa tem o dever de garantir segurança e tranquilidade ao cliente, e isso vai exigir cuidados com os sistemas de informação e investimentos em TI. Ou seja, é preciso que as empresas encarem este tipo de informação cadastral como um “tesouro” que deve ser protegido.

A segurança como diferencial de mercado

Em tempos de crise econômica, está cada vez mais difícil fidelizar clientes casuais e transformar leads e prospects em consumidores. Assim sendo, cada diferencial apresentado em relação à concorrência pode fazer a diferença e, quando estamos falando de segurança, esse diferencial se torna ainda mais intenso.

Ainda existem as empresas que não enxergam a necessidade de proteção de suas informações como um dever nesta relação cliente-empresa, por isso é possível utilizar sua eficiência de segurança como um diferencial de mercado, atraindo os clientes mais cautelosos e, também, os bem informados, que prezam pela escolha de empresas totalmente capacitadas.

A segurança evita prejuízos

Ataques cibernéticos e roubos de informação não são apenas um processo de Crtl+C e Crtl+V, envolvendo direitos autorais. Os criminosos cibernéticos passam muito tempo desenvolvendo códigos encriptados que se instalam nas máquinas e passam a copiar ou desviar informações para outro computador.

Monitorar e encontrar esses códigos não é tarefa fácil e, em muitos casos, os criminosos devastam as informações e bancos de dados após conseguirem o que querem. Isso significa imensos prejuízos para uma organização, com perda de um grande volume de dados e necessidade de reparos de emergência.

O processo de ajuste pode levar tempo e custar muito caro, afinal, é preciso contar com mão de obra especializada e capaz de encontrar cada um dos causadores de danos. Devido a isso, ao colocar os gastos com manutenção de sistemas de monitoramento e tecnologia, é preciso pensar nos possíveis prejuízos que um ataque de cibercriminosos pode trazer para sua empresa. Como diz o velho provérbio: prevenir é melhor que remediar.

A segurança com o monitoramento das atividades

Sistemas de segurança da informação servem, também, para monitorar o comportamento de colaboradores e usuários de suas redes de internet e intranet. Acompanhar a movimentação de quem está conectado ajuda a monitorar o comportamento, assim como as câmeras inibem ilícitos no “plano material” através do monitoramento.

Essas são algumas razões para investir no monitoramento e segurança das informações. Não deixe para reparar os estragos causados por um ciberataque, prefira estar sempre um passo a frente. Não descuide da segurança das informações!

Alguns procedimentos são sempre recomendados. Não sabe por onde começar? Confira nossas dicas  já oferecidas aqui sobre realização de backup  e também sobre atualização de softwares e dê o primeiro passo na segurança da sua empresa.

 


Compartilhe com um amigo!