Ataques cibernéticos: o que são e como se proteger de um

Ao utilizar as redes, e estar sempre conectado, é preciso tomar alguns cuidados com a segurança para não cair nas armadilhas dos ataques cibernéticos que rondam o mundo virtual.

De acordo com informações do último relatório de segurança digital do dfndr lab, foram detectados mais de 40 milhões de ataques cibernéticos só no terceiro trimestre de 2018.

A perda de dados e roubo de informações representam altos riscos, sejam para instituições ou pessoas físicas. Você sabe como se proteger desses ataques cibernéticos? Confira agora mesmo nosso artigo e aumente sua segurança!

O que são os ataques cibernéticos?

Ataques cibernéticos são as tentativas de hackers de danificar ou destruir uma rede de sistemas. Essas violações podem fazer com que dados sigilosos sejam roubados e expostos e que ocorram casos de roubo de identidade, extorsão entre outros.

Os ataques cibernéticos recebem também o nome de cibercrime, crime informático, crime eletrônico e outras variações, todas muito perigosas para os usuários.

Muitas são as formas de ter sua rede invadida, mas geralmente, os ataques são sutis e silenciosos, tornando ainda mais difícil sua identificação.

Sofrer um ataque cibernético pode custar muito caro, afinal, muitos são os dados e informações importantes contidas nas redes empresariais e, até mesmo, nas pessoais. Por isso, é uma ameaça grave que não deve ser ignorada.

Quais são os ataques cibernéticos?

Os ataques cibernéticos nas redes podem acontecer de diferentes formas e podem enganar ou passar despercebidas pelos usuários, que acabam caindo em golpes. Como muitas são as formas de ataque, separamos algumas mais comuns para você. Confira!

Ataque DoS e DDoS

O ataque DoS é uma sobrecarga feita em um servidor ou computador para que seus recursos fiquem indisponíveis ao usuário. Enquanto o DDoS, é uma evolução, que faz com que um computador mestre utilize vários outros para atacar determinados sites.

Backdoor

O backdoor é um tipo de cavalo de troia que permite que se tenha acesso ao sistema infectado. A partir do momento em que ele está instalado, é possível modificar, excluir, instalar arquivos, mandar e-mail, visualizar informações e usar perfeitamente o sistema do usuário atacado.

Ataque DMA

É um ataque de acesso direto à memória, permitindo que diversos programas acessem a memória do dispositivo.

Eavesdropping

O eavesdropping é uma técnica hacker que viola a confidencialidade, fazendo uma varredura sem autorização nas informações do dispositivo atacado.

Spoofing

Spoofing é uma falsificação de IP (protocolo de internet). Ou seja, esse é um dos tipos de ataques cibernéticos que falsifica a comunicação entre os dispositivos fingindo ser uma fonte confiável.

Decoy

Consiste em simular um programa seguro ao usuário alvo. Assim, ao efetuar login, o programa armazena as informações para serem usadas mais tarde pelos hackers.

Esses são alguns dos muitos ataques cibernéticos e modos que os usuários podem ser atacados. Os hackers se manifestam em variadas formas e é preciso se proteger para minimizar danos e não sofrer ataques.

Como se proteger de ataques cibernéticos?

Agora você já conhece como os ataques cibernéticos podem acontecer, é preciso se preparar para que a proteção e a segurança de dados esteja sempre em dia dentro da sua empresa.

Utilize um antivírus e um firewall

Essa dica é essencial, mas muitos acham que não é necessário contar com esse tipo de programa. Seja um antivírus comum para o usuário ou, aqueles que são empresariais/corporativos, ter um antivírus é essencial para a proteção na rede.

Além disso, é importante contar com um firewalll. O firewall evita que os vírus cheguem ao seu computador. Enquanto o antivírus detecta e se livra dele, o firewall nem deixa ele chegar perto graças ao filtro entre o computador e a internet.

Tenha VPNs

Se na sua empresa os colaboradores trabalham remotamente, é essencial contar com uma VPN para que os dados estejam protegidos e seguros.

As redes VPNs podem ser acessadas em qualquer lugar e criptografam os dados, deixando mais difícil sua interceptação pelos hackers. Dessa forma, mesmo que o colaborador sofra um ataque, será quase impossível conseguir decifrar os dados e informações.

Deixe seu sistema atualizado

Muitos computadores e sistemas ficam vulneráveis por não estarem com os softwares atualizados. Por mais chato que pareçam as atualizações de sistema, é necessário fazê-las para contar com proteção e evitar brechas e falhas de segurança.

Eduque os usuários

A grande porta de entrada dos ataques cibernéticos são os usuários, que muitas vezes deixam os sistemas vulneráveis a riscos. Por isso, é muito importante criar uma cultura de segurança entre os colaboradores para evitar expor as empresas.

É preciso ter cuidado ao acessar sites, e-mails e links suspeitos, além de não instalar qualquer programa. Simples ações como uso de pen drive, por exemplo, pode ser um risco para os sistemas. É preciso estar atento às falhas humanas.

Também tenha o estabelecimento claro das regras de segurança e proteção e, ainda, eduque os colaboradores para não compartilharem informações confidenciais por e-mail ou para ambientes e usuários externos.

Tenha cuidado com as senhas

É imprescindível contar com senhas fortes, que combinem letras, números e símbolos e que não façam referência à empresa ou a dados como datas importantes, placas de carro ou telefones, por exemplo.

A senha é a porta de entrada para qualquer sistema, por isso, é preciso criar uma barreira forte contra essa invasão. Utilize senhas diferentes, deslogue suas sessões dos computadores e seja cuidadoso em seu uso.

Utilize armazenamento em nuvem

O armazenamento em nuvem também é uma boa solução para guardar e proteger documentos importantes.

Esse serviço permite que você insira na nuvem todos os seus arquivos e os tenha disponíveis em qualquer dispositivo com acesso à internet, como smartphones e tablets.

Além de economizar espaço no HD, a nuvem poupa os dados de ataques ao computador.

Faça backups

Os backups são essenciais para deixar as informações seguras e não perder nenhum dado em caso de ataques.

Diversos desastres ou ataques cibernéticos podem acontecer e, em caso de sequestro de informações, como o ransomware, todos os dados estarão disponíveis para seus donos, sem muitos estragos.

Sofrer ataques cibernéticos pode causar muitos danos pessoais e empresariais. Por isso, é essencial estar em dia com a segurança e contar com muitas ações para evitar golpes internos ou externos.

Simples práticas podem fazer toda a diferença e garantir a integridade dos dados e informações importantes.

O que você tem feito para se proteger dos ataques cibernéticos? Você já está colocando algumas dessas ações no seu dia a dia? Aproveite que agora você conhece mais sobre o tema e conheça algumas dicas para garantir a segurança nas redes!


Compartilhe com um amigo!