Prós e contras do backup em HD externo (e para qual tipo de empresa ele é indicado)

Prós e contras do backup em HD externo (e para qual tipo de empresa ele é indicado)

Segundo dados da Pesquisa Global de Segurança da Informação 2017, da PWC, realizado com mais de 10 mil executivos de TI, 59% dos entrevistados afirmaram que registraram impactos da transformação digital nos gastos com segurança. E esse é um número que deve aumentar ainda mais com as ameaças digitais.

Todos os dias as empresas lidam com novas informações, seja dos setores da própria corporação ou de clientes e serviços prestados à terceiros. Essas informações precisam estar bem seguras, afinal, o sucesso dos negócios também dependem disso.

Quando o assunto é backup muita gente tem dúvida de qual a melhor opção. O HD externo ainda é utilizado por muitas empresas, mas quais são os prós e contras que ele oferece?

Pontos positivos do backup em HD Externo

  • Fácil acesso

Quem usa o HD externo sente uma segurança a mais pois a sensação é que você terá suas informações à mão, sempre que precisar. Ele pode ficar guardado na empresa, em casa ou no escritório, e se armazenado da forma correta, estará a disposição quando precisar.

  • Mobilidade

O HD externo permite uma certa mobilidade para quem precisa carregar grande quantidade de dados de um lugar para o outro. Por ser uma peça compacta, ele também facilita na hora do transporte e acesso por outras máquinas.

  • Dados criptografados

Alguns HDs externos oferecem opções de criptografia baseadas em softwares ou hardwares. Esse recurso aumenta a segurança dos dados contidos no aparelho, por isso não deixe de pesquisar e saber as especificações de cada um antes de realizar a compra.

Pontos negativos

  • Baixo nível de segurança

O HD externo ainda possui um grau de segurança baixo, afinal ele está muito mais suscetível a desastres como erros de sistema, informações corrompidas e até mesmo danos físicos como queda e umidade. Outro ponto é que qualquer pessoa pode pegar esse HD, aumentando os riscos de compartilhamento de informações sensíveis.

  • Baixa durabilidade

Comparado  à outros sistemas de armazenamento o HD externo possui baixa durabilidade, tendo um período útil de vida de 7 a 8 anos. Memórias como SSD já possuem um período de vida maior podendo chegar aos 10 anos ou mais. Já  os sistemas de backup em nuvem não possuem restrições para durabilidade, mas claro que dependem das ferramentas de gestão contratadas.

  • Não é expansível

O HD externo não permite expansão de memória, logo, se surgir a necessidade de mais espaço para armazenamento será necessário comprar outra peça. Hoje, muitas empresas precisam de ferramentas flexíveis com escalabilidade, que acompanhem o crescimento do trabalho e o contingente de informações da empresa.

Com isso, vemos que o HD externo não é uma opção muito segura para empresas que procuram backup profissional. No entanto ele pode (e deve) ser aproveitado na aplicação da regra 1-2-3, que indica manter pelo menos três cópias de um conjunto de dados separadas e sem influência uma sobre a outra, mas é extremamente necessário que os dados armazenados nele estejam criptografados.

Se o objetivo da empresa é manter os dados realmente seguros, é importante levar em conta outras opções de armazenamento para que as informações estejam realmente protegidas, e isso vale inclusive para pequenas empresas. Uma opção eficiente para backup profissional é o backup em nuvem.

Quer saber mais sobre as melhores práticas de Backup?


Compartilhe com um amigo!