Governança de TI: a sua empresa está pronta para crescer?

Gerentes e profissionais de tecnologia pensam em Governança de TI sob ângulos diferentes. Enquanto alguns veem nela sinônimo de comando e controle, outros consideram-na um mecanismo corporativo que implementa uma abordagem vigilante.

Do ponto de vista do profissional, muitas vezes, é lida como um mal que visa estagnar a produtividade e criatividade das organizações. Mesmo que, de fato, Governança incorpore o gerenciamento em acordo com regulamentos, padrões e políticas rigorosas, este é apenas um subconjunto de sua importância para os negócios.

Quando bem resolvida, a Governança de TI pode ser benéfica para todos e funciona estrategicamente como motor do crescimento. Quer entender como? Então, continue lendo.

Qual a importância da Governança de TI para os negócios?

Você já sabe o que é Governança de TI, mas consegue apontar como ela afeta o desempenho do negócio?

Idealmente, a Governança dá a gestores instrumentos fundamentais para superar a concorrência. Podemos concluir, por conseguinte, que Governança define o desempenho das empresas.

Estamos falando especificamente dos seus recursos de TI e da forma como eles são aplicados a favor dos objetivos estratégicos de uma organização. A boa Governança conduz ao aumento da produtividade e qualidade dos serviços e, por isso mesmo, dos resultados financeiros de uma corporação.

Para que isso possa acontecer, no entanto, é necessário concentrar-se no poder transformador que tem a Governança de TI. Obter o melhor dela exige não só que seus gestores se concentrem na remoção dos defeitos atuais na arquitetura empresarial, responsáveis pelos gargalos que prejudicam o andamentos dos negócios. É preciso buscar concordância entre o que a TI representa e os objetivos do negócio.

Como a tecnologia está associada ao crescimento da empresa?

O nome Governança de TI vem exatamente do alto grau de importância que essa área tem nas organizações. Precisamos parar por alguns instantes e entender como a tecnologia se tornou um aspecto tão fundamental para os negócios.

Até pouco tempo atrás, o departamento de TI era visto apenas como um facilitador de processos. A transformação digital mudou este cenário e colocou esses profissionais no centro da estratégia de negócios de praticamente todas as indústrias.

CIOs nunca tiveram papel tão importante quanto agora, momento em que a maioria dos decisores percebe a necessidade de redefinir a experiência de seus clientes e aumentar a produtividade de suas empresas com auxílio da tecnologia.

A Governança é o instrumento que as empresas possuem para alinhar negócios e estratégia.

 

O que significa uma Governança de TI voltada ao crescimento dos negócios?

Uma Governança de TI voltada para o crescimento é, antes de qualquer coisa, o exercício de definir prioridades. O papel dela é assegurar o alinhamento entre os investimentos em TI e as prioridades estratégicas de seu negócio.

Esse alinhamento é o que faz as empresas utilizarem melhor seus recursos a fim de alcançarem produtividades ainda maiores. Governança de TI na estratégia de negócios é equilibrar riscos e retornos, para que o departamento de tecnologia tenha contribuição efetiva na estrutura da organização.

Alguns modelos de referência, como ITIL, CobIT e CMMI, são os principais recursos utilizados nas empresas para qualificar o retorno dos investimentos e gerenciar de maneira mais eficiente seu desempenho da infraestrutura de TI. Métricas e indicadores são aliados porque reafirmam o valor da tecnologia para os negócios.

Como minha empresa pode usar Governança de TI para otimização dos resultados?

As empresas com Governanças de TI mais maduras se comprometeram com a excelência nas seguintes áreas: tomada de decisões estratégicas, gerenciamento dos recursos, investimentos em TI e controles eficazes para a entrega de valor.

A tarefa não é nada simples de se alcançar, mas você pode começar hoje mesmo a obter melhores resultados implementando alguns compromissos, que guiarão sua tecnologia para o crescimento do negócio, geração de receitas e agilidade.

Fortalecendo a tomada de decisões estratégicas

Este é o compromisso que seu negócio tem a fazer ao decidir a direção estratégica e o papel que a tecnologia deve desempenhar para apoiá-la. Alinhando as iniciativas da TI com as metas e objetivos do negócio, Governança passa a ser sinônimo de crescimento.

Uma estratégia eficaz de Governança Corporativa permite que a empresa gerencie todos os aspectos de seu negócio para atingir seus objetivos. Deve fornecer enquadramento para a estratégia de TI e processos da tomada de decisão, sem criar processos adicionais que não resultem em valor agregado.

A eficácia dos comitês de Governança de TI e conselhos consultivos é diretamente influenciada pelo uso de liderança compartilhada, envolvimento de membros capacitados e aplicação de papéis e responsabilidades bem definidos. Quanto mais maduro é o processo, mais rápida é a tomada de decisões.

O impacto das necessidades corporativas e das demandas empresariais sobre a oferta e demanda de TI deve então ser compreendido, fornecendo à TI a capacidade de tomar boas decisões, equilibrando inovação, controle e risco.

Gerenciando com eficácia os investimentos em TI

Estabelecer este compromisso significa definir metas claras de investimento, concentrando-se no que elas podem trazer como valor para seu negócio. Será preciso tomar decisões difíceis e elencar as prioridades que precisam ser entregues pelo setor de TI para conseguir, de fato, colocar este compromisso em prática.

A organização precisa definir claramente o valor que atribui aos serviços e investimento de tecnologia e como esse valor se vincula à sua estratégia primordial. O processo de avaliação tem de considerar riscos e custos, buscando equilibrá-los com o potencial valor a ser acumulado.

Para se concentrar em medidas de valor que realmente importam, negócios precisam buscar formas mais complexas de calcular o ROI, considerando como medida de valor os objetivos do negócio. Na hora de medir e avaliar o desempenho, métricas padrão tem de oferecer resultados capazes de mensurar o valor entregue pela TI de maneira contínua.

É preciso encontrar equilíbrio entre os investimentos e a projeção de crescimento resultante deles.

Controlando e evidenciando a entrega de valor para o negócio

Controle efetivo da entrega de valor significa criar processos e ferramentas que avaliam o sucesso do seu portfólio, gerenciam os riscos e evidenciam com clareza os benefícios oriundos da TI. É preciso avaliar e relatar periodicamente o impacto organizacional da TI para o negócio.

Uma estrutura ágil de Governança vai acelerar a tomada de decisões, desde o alinhamento estratégico até a medição final do valor. Assegurar o alinhamento contínuo das operações do dia a dia com as estratégias corporativas e de TI exige processos de Governança maduros, mas, ao mesmo tempo, flexíveis.

Superar esse desafio não é uma questão simples de implementação de Governança de TI. Soluções reais são personalizadas, entendem onde seus processos estão na curva de maturidade e quais são os pontos fortes do negócio que precisam ser alavancados. Compreender isso vai ajudá-lo a projetar uma abordagem de Governança adaptada à sua organização, com metas estratégicas baseadas no mix de seu portfólio.

Talvez seja preciso implementar múltiplos frameworks para que isso funcione, mas o que faz da Governança um motor do crescimento é o entendimento das necessidades específicas de cada empresa.

Entendeu como Governança de TI influencia o desempenho e crescimento de seu negócio? Então, não se esqueça de deixar seu comentário!

 

Compartilhe com um amigo!