Implantando a Governança de TI: entenda o processo

Implantando a governança de TI na sua empresa, você estará mais preparado para encarar novos desafios com o seu negócio.

A governança de TI é uma parte da governança corporativa que cuida especificamente da tecnologia da informação. Isto é, ela cuida dos resultados obtidos pela área de TI

A governança corporativa, por sua vez, rege toda a direção da organização: relacionamento entre sócios, diretores e funcionários e, também, práticas para monitoramento e incentivo.

Ou seja, a governança de TI é uma governança corporativa voltada exclusivamente para o setor de TI, suas metas, desafios e particularidades.

As orientações obtidas implantando a governança de TI estão diretamente ligadas à área estratégica da sua organização, que visam assegurar o cumprimento dos objetivos da empresa.

A fim de planejar e elaborar estratégias que, implantando a governança de TI, possibilite a existência de vantagens competitivas às ferramentas de TI presentes na organização.

A governança de TI acaba por harmonizar e combinar as atividades que a área de TI desenvolve devido às necessidades e objetivos estratégicos estabelecidos pela organização.

E com a promessa de criar serviços absolutamente confiáveis e disponíveis para que você possa alcançar a excelência do seu negócio conforme esteja sendo implantando a governança de TI na empresa.

O processo auxilia a sua jornada e esforços para tornar a tecnologia da informação do seu negócio muito mais estratégica e ativa.

Implantando a governança de TI, a segurança de toda a informação que circula no interior de seus sistemas e softwares está ao seu alcance.

Com isso, você garante uma maior durabilidade e eficácia de todos os recursos de TI que estão na sua organização.

A vantagem de informações conquistadas implantando a governança de TI maximiza seus benefícios e trabalha em capitalizar as oportunidades criadas.

Outras Definições

Algumas outras definições são estabelecidas e, com o intuito de complementar seu entendimento para quando estiver implantando a governança de TI na sua empresa, falaremos brevemente sobre o assunto.

Da mesma forma que o conceito de gestão conta com diversas interpretações, há uma enorme variedade de maneiras pelas quais você pode definir a governança de TI.

Você pode interpretá-la como uma gestão estratégica e controlada da tecnologia da informação do seu negócio. Ou, simplesmente, como uma parte do sistema de gestão que administra a empresa.

Ela pode ser vista como “um sistema pelo qual o uso atual e futuro da TI são dirigidos e controlados“.

E ainda como uma forma de “liderança, estruturas organizacionais e processos que garantem que a TI da empresa sustente e estenda as estratégias e objetivos da organização“.

Você pode perceber que o sentido aplicado varia conforme as fontes de pesquisa consultadas.

Porém, a essência será a mesma, não sofrendo grandes variações da consultoria feita quando sua organização estiver implantando a governança de TI.

Ficou curioso para saber mais sobre como aplicar e quais as vantagens que você pode trazer para a sua empresa implantando a governança de TI? Então, continue lendo este post.

Implantando a Governança de TI sob 3 Importantes Perspectivas

Para esclarecer melhor o seu entendimento do conceito, propomos a seguir três perspectivas de como implantar a governança de TI:

  • Relacionamento entre TI e Negócio;
  • Níveis organizacionais;
  • Processo.

Relacionamento entre TI e Negócio

Nesta ótica, o objetivo a ser alcançado implantado a governança de TI é fazer com que a tecnologia da informação se integre com a área de negócio da sua organização.

Governar a tecnologia da informação é conciliar e compartilhar decisões, fazendo com que TI e negócio estejam alinhados e tenham uma linguagem em comum.

E que, além disso, saibam como direcionar seus esforços para então atingir os resultados através da organização de TI.

Níveis organizacionais

Estruturar de forma adequada quando implantado a governança de TI na sua empresa, presume que existam atividades e autonomia suficientes dentro do departamento de TI.

E, presume também, que essa atuação dentro do setor de tecnologia da informação possua uma autossuficiência a nível estratégico para o seu negócio, de modo que vá além do tático e operacional.

Processo

Sob uma ótica referente a macroprocesso, o processo realizado quando implantado a governança de TI tem como significado executar o ciclo PDCA de governança, através das seguintes atividades:

  • Identificar os objetivos da área de negócio;
  • Direcionar os objetivos de TI da sua empresa;
  • Definir as ações necessárias (internas ou externas a sua organização);
  • Mensurar a performance atingida, comparando-a com os objetivos e aplicando ações corretivas;
  • Retomar o ciclo para completar o processo em outras atividades do seu setor de TI.

Analisando essas importantes perspectivas de implantação desse processo, você entenderá melhor os próximos tópicos abordados neste post e poderá aproveitar melhor da governança de TI para o seu negócio.

Como a minha empresa pode melhorar implantando a governança de TI

Agora que você já sabe o que é a governança de TI, vamos passar para o seguinte passo: como ela pode ajudar  o seu negócio.

Como já foi dito, implantando a governança de TI, você proporciona maior segurança de informação e assegura uma maior eficácia da tecnologia da informação da sua empresa.

Logo, isso permitirá que você esteja preparado para enfrentar muitas situações. Dentre elas, temos:

  • Evitar que dados e informações sigilosas sobre a sua empresa ou clientes sejam vazados, causando danos gigantescos aos seus negócios;
  • Garantir a automatização de processos e tarefas específicas, gerando economia de tempo e dinheiro;
  • Assegurar a eficácia e facilitar o uso das ferramentas e recursos de TI existentes, pois tendo implantado a governança de TI, você estará exposto a riscos menores;
  • Melhorar e inovar os processos de gestão, marketing e vendas de seus negócios, trazendo maior competitividade para a sua empresa no mercado;
  • Antecipar problemas e riscos prejudiciais aos seus negócios e, dessa forma, garantir mais precisão nas decisões a serem tomadas para sua estratégia.

Agora que você conhece de forma mais profunda as vantagens desse processo, vamos falar sobre os frameworks pelos quais você pode começar implantando a governança de TI.

Frameworks da Governança de TI

Conhecer os frameworks (modelos de trabalho) responsáveis por fornecer as métricas e guiar o caminho a ser seguido é essencial para garantir a eficácia da prática implantada.

Os principais frameworks capacitadores de que você possua implantando a governança de TI são:

COBIT (Control Objectives for Information and related Technology)

Modelo de trabalho mais utilizado quando implantado a governança de TI e está na sua quinta versão.

Ele apresenta recursos que incluem sumário executivo, controles de objetivos, mapas de auditorias, indicadores de metas e performances, além de um guia com técnicas de gerenciamento.

As práticas de gestão desse framework são recomendadas pelo fato dele pode ser utilizado para testar e garantir a qualidade dos serviços de TI prestados, utilizando um sistema de métricas próprio.

ITIL (Information Technology Infrastructure Library)

Este é um framework voltado para o cliente. Nesse contexto, o ITIL define o conjunto de práticas para o gerenciamento dos serviços de TI por meio de “bibliotecas” que fazem parte de cada módulo de gestão.

Dessa forma, diferentemente do Cobit, este é um modelo mais focado para os serviços de TI em si.

PmBOK (Project Management Body of Knowledge)

Este framework é voltado para o gerenciamento de projetos da área, a fim de melhorar o desenvolvimento e a atuação dos profissionais de tecnologia da informação.

Portanto, todas as definições, conjuntos de ações e processos do PmBOK estão descritos em seu manual, o qual expõe as habilidades, ferramentas e técnicas necessárias para realizar a gestão de um projeto.

Como implantar a Governança de TI?

Você e sua empresa, implantando a governança de TI, estarão mais seguros quanto à possibilidade de vazamento de dados e crimes digitais.

Afinal de contas os sistemas utilizados pela sua organização guardam informações valiosas e vitais para o bom andamento de todas as atividades do seu negócio.

Mantê-las em segurança é sua obrigação, assim como dos seus gestores. E a governança de TI vai auxiliar nessa tarefa, que será praticada com uma performance maior.

Além disso, quando a empresa está implantando a governança de TI, ela vai alcançar um aumento da longevidade dos softwares adotados, garantindo o bom uso e funcionamento deles por mais tempo.

Agora que você entende a importância desse processo e como ele funciona, você deve estar se perguntando como então implementar a governança de TI. Correto?

Quando estiver implantando a governança de TI na sua sua empresa (seja ela TI ou de outra área de negócio), você deve prestar atenção em alguns procedimentos e detalhes.

Defina indicadores (KPI)

Primeiramente, você deve se basear na seguinte frase quando o assunto tratado for relacionado a indicadores de performance: O que não pode ser medido, não pode ser melhorado.

Mas, não se deixe assustar com ela. A frase cita uma verdade absoluta e, quando você visa obter êxito, seja qual for o seu objetivo, é preciso medir e mensurar.

No entanto, não é uma tarefa impossível o esforço de definir e gerenciar indicadores. Ela pode ser apenas bastante trabalhoso.

Pense quais são as suas metas para daqui 6 meses, por exemplo. Onde você quer que a sua equipe de TI esteja? Qual a situação que você deseja para sua empresa e seu negócio?

Para isso, você deve se questionar quanto aos objetivos a serem atingidos e resultados que deverão ter sido gerados conforme estiver implantando a governança de TI.

Respondendo a tais perguntas, torna-se mais fácil identificar os melhores KPIs (Key Performance Indicator) para a sua governança de TI.

Foque em treinamentos

Sua equipe não se sentirá confortável implantando a governança de TI de uma hora para outra. Para que a implementação dessa prática ocorra, então, é preciso treinar seus colaboradores.

Nesse caso, é válido a contratação de especialista ou de uma empresa de consultoria para te auxiliar tanto com a implantação do processo quanto com as capacitações.

Sua equipe se sentirá mais segura e preparada para lidar com as mudanças, estando amparada por uma autoridade no assunto.

Afinal de contas, você pode obter dicas valiosas para que sua empresa obtenha ainda mais sucesso nessa empreitada.

Faça reuniões de feedback

Essa é uma dica que serve para qualquer prática a ser adotada para o seu negócio.

Colher feedbacks é a única e melhor forma de descobrir se o processo está adequado ou não ao que é desejado e esperado.

Ninguém melhor para apontar as falhas e melhorias do que sua própria equipe, pois eles saberão na prática quais pontos podem e devem ser alterados.

Se não houver nada errado com a operação, pode ser um sinal de que seus funcionários não estão à vontade para falar. Pois sempre existem aprimoramentos a serem feitos.

Nesse caso, procure obter feedbacks anônimos, seja através de pesquisas online ou de caixinhas de sugestões. Seu trabalho ficará muito mais produtivo com essa prática.

Adote políticas de segurança e privacidade

Como já foi dito anteriormente, um dos maiores benefícios por estar implantando a governança de TI é garantir uma maior segurança para seus sistemas e equipe.

O setor de tecnologia da informação é muito vulnerável a ataques cibernéticos e exposição de dados, justamente pelo fato de trabalhar quase que exclusivamente com sistemas virtuais.

Com isso, adotar políticas de segurança e privacidade é vital para evitar que surpresas desagradáveis venham a acontecer.

Algumas formas de proteger os dados na sua organização são: sistemas de monitoramento de rede, modelos de autenticação complexos, criptografia, protocolos de segurança, soluções cloud etc.

Aposte em tecnologias inovadoras

A área da tecnologia da informação, assim como todo o mercado de trabalho, passa por uma constante evolução e, por isso, você deve estar sempre atualizado.

Por isso, aposte em tecnologias inovadoras, estude os sistemas mais modernos de segurança e gerenciamento de ativos.

E, sempre que existir a possibilidade, ofereça essa tecnologia de ponta ao seu time.

Faça o gerenciamento de risco

E, por último, mas não menos importante: faça o gerenciamento de risco. Essa tarefa é fundamental quando se está implantando a governança de TI.

Imagine um cenário em que você defina todas as práticas e políticas, mas perde todos os dados graças a um pane no sistema. Seria péssimo, não é mesmo?

É preciso fazer um gerenciamento de risco, identificando ponto a ponto o que pode ocorrer de errado e o que fazer em uma situação como essa.

Essa prática, além de evitar perdas irreparáveis, traz maior segurança para a sua equipe, pois ela saberá exatamente o que fazer em um momento de crise.

Com este post, você tem acesso a informações fundamentais para sua conscientização digital.

E, agora que você entende melhor sobre o processo pelo qual sua empresa passa quando está implantando a governança de TI, aproveite para ver mais dicas que a Eco IT separou para te ajudar.

 


Compartilhe com um amigo!