Monitoramento do acesso digital corporativo: Por quê fazer?

O desenvolvimento de novas tecnologias apresenta um cenário muito próspero para as empresas, no qual é possível utilizar sistemas inteligentes e a tecnologia da informação para otimizar processos, reduzir custos e aumentar os lucros. Em outras palavras, o acesso digital corporativo é uma realidade indispensável para as organizações atuais!

Entretanto, uma das ações primordiais que devem ser levadas em consideração é a preocupação com o monitoramento e segurança dos dados. Afinal, o ambiente tecnológico possui vulnerabilidades que devem ser mitigados. Essa responsabilidade de segurança está incumbida aos profissionais e gestores de TI da organização.

Considerando todo esse contexto, você confere a seguir quais são as maiores consequências negativas da falta de monitoramento do acesso digital corporativo, bem como medidas para evitar grandes falhas. Continue a leitura!

Acesso a dados empresariais internos

O ataque de dados é um dos problemas de segurança mais recorrentes no mundo digital corporativo. Afinal, com o uso da tecnologia de informação, todas as informações empresariais estão em forma de arquivos de dados, inclusive documentos sigilosos e importantes para a organização.

Por meio de um ataque de dados, hackers mal intencionados ou programas inteligentes podem acessar todos esses dados, apagando-os, obtendo informações, ou roubando-os.

Fraudes eletrônicas

Os problemas decorrentes de fraudes eletrônicas podem ser os mais variados possíveis e apresentar danos irreversíveis e graves para a empresa. Com um sistema de segurança fraco, o cenário para invasões e utilização de dados pessoais de clientes da empresa, ou até mesmo da própria organização, para a realização de transações financeiras e ações ilegais é bastante possível.

Nesse sentido, a empresa pode arcar com grande prejuízo financeiro pelos danos causados ao sistema e ao cliente, assim como ser processada pelos envolvidos lesados. A chance de grandes problemas financeiros e até mesmo o fechamento das portas da organização é grande.

Sistemas inutilizados

Atualmente, o acesso a informação e o aperfeiçoamento de hackers mal intencionados cria a necessidade de grande atenção com ataques de alto poder destrutivo. Um sistema pode permanecer horas inutilizado ou paralisado por meio de um ataque de invasão ou vírus desenvolvidos com esse intuito.

Para entender melhor, imagine uma indústria em que todo o processo se dá por meio da tecnologia da informação. Se o sistema sofre danos, toda a produção pode entrar em colapso e necessitar de interrupção, resultando em prejuízo financeiro inestimável.

Acesso a dados pessoais íntimos

Não são apenas os dados empresariais que ficam em risco com o acesso digital corporativo. Os dados pessoais de funcionários, como fotos íntimas e planos futuros podem ser indevidamente acessados.

Além da possibilidade da invasão de privacidade gerar processos jurídicos contra a organização, há também o risco de chantagem quando as vítimas são diretores ou presidentes da mesma, desgastando a imagem da companhia.

Formas de proteção

Primeiramente, a conscientização de que os sistemas onlines são vulneráveis deve estar presente em todos os envolvidos da equipe de TI. Apenas dessa maneira as atitudes relacionadas a segurança serão realizadas com eficiência.

Uma das ações mais importantes no âmbito da segurança é entender todo o contexto da empresa, e obter uma visão geral e clara de todos os sistemas e entradas que possuam documentos ou troca de dados. Dessa maneira, a análise deve ser constante, a fim de encontrar indícios que mostrem que algo está errado. Essa etapa é seguida do processo de avaliação, no qual o profissional deve atentar especialmente ao fato e verificar se trata-se de realmente uma invasão, para assim tomar as medidas cabíveis de expulsão do agente invasor do sistema.

Certamente todo esse processo deve contar com uma rotina estabelecida de monitoramento e análise dos sistemas, bem como o auxílio de antivírus e programas antifraudes, sistemas protegidos por senhas e um quadro de profissionais de nível incumbidos da missão de tornar o acesso digital corporativo seguro e eficaz.

Dúvidas? Deixe seu comentário! Quer descobrir quais são riscos você corre ao NÃO colocar seus dados na nuvem? Clique aqui!

 


Compartilhe com um amigo!