o que e backup

O que é backup e por que ele é essencial para a sua empresa?

Há uma série de práticas que são comuns na área de TI (Tecnologia da Informação) e que precisam ser dominadas pelos profissionais da área. Uma das principais a ser conhecida é o que é backup.

Ele é essencial para a segurança e o bom funcionamento de qualquer empresa. E os profissionais que não dominam o tema poderão colocar em xeque a rentabilidade do negócio.

Continue lendo, saiba o que é backup, conheça seus principais tipos, sua importância e veja quais são as situações de risco para o negócio caso não invista nisso.

O que é backup?

Um primeiro ponto que deve estar bem claro para o profissional da área de TI é o que é backup. O backup, caracteriza-se, principalmente, como uma cópia de segurança de arquivos, com o intuito de preservá-los e garantir sua disponibilidade.

Muitos, ainda mais aqueles que não trabalham na área, acreditam que só se caracteriza como backup a cópia realizada de disco rígido para outras mídias de armazenamento.

Mas, na verdade, usa-se este termo para toda e qualquer cópia de segurança realizada entre diferentes formas de armazenamento (por exemplo, entre um storage HD externo e a nuvem).

Seu objetivo é proteger todas as informações em caso de problemas, evitando que a sua empresa sofra com danos e prejuízos no caso de perda de dados.

Quais são principais tipos de backup?

É importante também, além de saber o que é backup, ter consciência de quais são os principais tipos utilizados na área de TI.

Estão entre os principais deles:

1. Backup completo

O Backup completo é aquele no qual há a transferência de todos os arquivos para o novo diretório, seja de mídias físicas (servidor ou HD externo), seja na nuvem.

Por meio dele, cria-se uma reprodução completa de todas as informações em um mesmo local. Assim, demanda um maior espaço de armazenamento para sua realização.

Porém, é o que permite garantir que todos os dados da organização estarão protegidos.

2. Backup incremental

O backup incremental faz uma atualização referente ao último procedimento, verificando quais foram as alterações existentes e passando os arquivos editados e novos para a nova mídia de armazenamento.

3. Backup diferencial

O backup diferencial atualiza o último procedimento realizado de forma completa, sendo um intermediário entre o primeiro e o incremental, no que concerne à quantidade de dados armazenados.

Os três podem — e devem — ser utilizados de forma combinada, garantindo maior agilidade nos processos, maior eficiência e segurança para os dados da corporação.

Assim, compreendendo como funcionam os três tipos, pode-se estabelecer um cronograma semanal de backup, garantindo precisão e rapidez em sua realização.

Por que o backup é importante para toda empresa?

Você sabe o que é backup e quais são seus principais tipos. Agora é hora de saber os motivos pelos quais essa prática é tão importante para toda e qualquer empresa.

Independentemente de área, toda organização atualmente trabalha com dados. Todas elas, sem exceção.  E eles são essenciais para a execução das funções cotidianas no ambiente empresarial.

Por exemplo, uma loja que trabalha com vendas online necessita das informações dos produtos, bancos de dados dos clientes, documentos financeiros, entre outros.

Uma agência de publicidade necessita das artes utilizadas no dia a dia, arquivos de briefings e outros dados relacionados aos clientes, bem como os contratos firmados entre as partes.

Os exemplos se estendem para todos os negócios. É inviável atualmente trabalhar sem dados. Da mesma forma, é impossível conseguir exercer as funções sem arquivos antigos.

Então, imagine a situação de perder todos de um dia para o outro. Sim, todos eles. Como seria? Sua empresa conseguiria continuar suas atividades normalmente? Sem dúvida que não.

Se você acha que essa situação é rara, acredite, não é. Há diversas situações que podem provocar um problema desses, tais como:

  • discos rígidos corrompidos, levando a perda parcial ou total de dados;
  • inutilização da mídia de armazenamento (como queima de HD);
  • desastres como incêndios e desabamentos;
  • furtos e roubos de equipamentos;
  • uso inadequado do banco de dados, gerando exclusão e edições erradas dos arquivos;
  • cibercrimes, como a invasão e sequestro de informações gerada pelo ransomware.

Esses que citamos são apenas os principais problemas que podem ocorrer. Entende como uma situação de perda de informações pode ser mais comum do que se imagina?

Assim, é essencial saber o que é backup e como utilizá-lo nas organizações. Porque por meio desse processo você pode garantir a segurança das informações. Em caso do surgimento de qualquer empecilho, pode-se recorrer às cópias e recuperar os arquivos necessários.

Previne-se, assim, estresses e prejuízos gerados por falhas de componentes, falhas humanas e crimes, de forma a proteger a imagem e a lisura da sua organização no mercado.

Outro ponto essencial é a centralização das informações. Muitas empresas tendem ainda a separar os bancos de dados por setor.

Por exemplo, o setor financeiro não tem acesso a todos os arquivos do setor de vendas e vice-versa.

O backup permite essa centralização das informações, de forma a melhorar a gestão das informações empresariais. Assim, quando for necessário recorrer a arquivos de setores diferentes, pode-se obtê-los de um mesmo diretório, agilizando o processo.

Quais situações de risco a empresa passa se não trabalhar com backup?

Se ainda não entendeu a dimensão da importância do backup para sua empresa, é importante ter consciência dos riscos que a empresa passa caso não o realize de forma precisa.

Em primeiro lugar, os cibercrimes de sequestro de informações (ransomware) são cada vez mais recorrentes, principalmente no Brasil. O país recebeu 14% de todos os ataques dessa natureza realizados na América Latina em 2017, ficando em quarto lugar no ranking realizado pela We Live Security.

Isso significa um risco muito grande de que sua empresa possa passar por este tipo de situação futuramente. E não ter uma cópia de segurança pode torná-lo refém dos hackers.

Eles cobram valores exorbitantes pela recuperação dos dados — e, muitas vezes, sua devolução não ocorre, mesmo mediante pagamento.

Quando há um banco de dados reserva, pode contar com ele e ignorar a ameaça, realizando as medidas de limpeza e proteção indicadas pelas especialistas de segurança digital.

Além disso, desastres tecnológicos ocorrem. É comum. Não é porque a sua empresa não passou por isso ainda que não poderá passar.

Quando os dados ficam indisponíveis, há uma série de danos gerados, tais como:

  • inviabilização dos processos da empresa, sendo necessário paralisar as atividades;
  • perda dos bancos de dados dos clientes, tornando necessário recolhê-los novamente;
  • percepção de problemas por parte do público;
  • imagem negativa perante o mercado diante do problema;
  • prejuízos financeiros reais com a paralisação das atividades e perda de clientes por falta de confiança na segurança de dados da empresa.

Entende a gravidade da situação? Por isso, além de saber o que é backup, é essencial compreender a sua importância e saber como aplicá-lo eficientemente em seu negócio. Portanto, aproveite e confira nosso infográfico sobre as melhores práticas de backup e implemente-as o quanto antes na empresa.


Compartilhe com um amigo!