Sua empresa é alvo de hackers e precisa de proteção!

Os hackers não fazem quaisquer discriminações entre grandes, médias e pequenas em presas: se houver a possibilidade de uma brecha ou falha, eles terminarão atacando, roubando os dados e/ou corrompendo informações importantes para as empresas. Cada vez mais, vários empresários passam pela experiência de ter os seus sistemas “sequestrados” ou danificados. Para evitar que a sua empresa seja a próxima, confira dicas de como proteger seu sistema e suas informações corporativas!

Não conte apenas com o antivírus

Assim como seu computador pessoal não deve contar apenas com um antivírus, a rede da empresa também precisa ter outras barreiras de proteção que impedirão ataques de usuários mal-intencionados.

Por isso, é importante contar, sim, com um antivírus, mas também com um firewall potente e com um programa contra spywares e malwares, que são os responsáveis por roubar informações e potencialmente permitir um ataque.

Escolha produtos de qualidade

Se o sistema da sua empresa e as informações nele contidas são tão importantes para você, por que arriscar utilizando produtos com recursos limitados? Segurança nunca é demais e, por isso, é importante considerar a aquisição e investimento em serviços realmente de qualidade — o que nem sempre é possível com programas e soluções gratuitas.

Embora essas opções gratuitas ofereçam relativo nível de segurança e sejam o bastante para boa parte dos usuários comuns, certamente é preciso investir um pouco mais quando se trata de algo tão importante como uma empresa, que simplesmente não pode perder os seus dados.

Mantenha os softwares atualizados

Outro erro muito comum entre muitos empresários é  não manter programas e serviços sempre atualizados. Isso é perigoso porque muitas dessas atualizações são correções de segurança, ou seja, que servem para fechar brechas e “portas de entrada” da última versão e que foram descobertas apenas após o lançamento.

Ao não fazer as atualizações constantes sua empresa está deixando essas portas ainda abertas — e o pior disso é que hackers já conhecem essas vulnerabilidades e sabem exatamente como aproveitá-las. Sem as atualizações de segurança, a empresa fica à mercê de ataques.

Aposte no bloqueio web

O bloqueio web também é capaz de ajudar a proteger a empresa, uma vez que impede que determinados sites sejam acessados, evitando possíveis contaminações, roubos de informações e ataques.

Nesse caso, o bloqueio web normalmente identifica sites que possuem maior potencial de conter arquivos potencialmente perigosos ou atividades suspeitas. Feita essa identificação, mesmo que um funcionário tente acessá-lo ele será impedido — e os hackers, parados.

Invista na conscientização dos funcionários

Tudo isso, entretanto, não será efetivo se não houver um investimento na conscientização dos funcionários. Um simples e-mail malicioso aberto ou a conexão de um pendrive contaminado podem prejudicar toda a rede. Por isso é importante conscientizar os funcionários sobre a importância de adotar uma postura responsável e de segurança, prezando sempre pela proteção do sistema.

A proteção do sistema de uma empresa requer alguns cuidados como investir em diferentes softwares, investir em opções de qualidade, apostar no bloqueio web e manter tudo sempre atualizado. Não menos importante, entretanto, é a necessidade de conscientizar o usuário para que ocorra uma navegação mais segura. Dessa forma, as empresas e seus dados se mantêm protegidos, o que é ainda mais importante quando o assunto é cloud computing. Quais são suas outras dicas de proteção para o sistema? Comente e participe!




Compartilhe com um amigo!